Biorresíduos

Eixo temático 2021/2022

 

De acordo com as diretrizes da União Europeia no que concerne à transição para uma Economia Circular, a partir de dezembro de 2023, todas as cidades europeias terão que obrigatoriamente adotar um sistema de recolha seletiva de biorresíduos e metas mais ambiciosas de reciclagem.

Assim, já em 2021, Guimarães dará início a uma “RRRevolução”, através da adoção de um Plano de Gestão de Biorresíduos, com um horizonte temporal de execução até 2030.

O Plano prevê investimento para a operacionalização da recolha seletiva de biorresíduos com vista à sua valorização, seja através da implementação de uma rede de recolha seletiva de biorresíduos, seja pela separação e reciclagem na origem através implementação da compostagem doméstica ou comunitária.

Como as escolas assumem um papel privilegiado na disseminação da informação, na sensibilização e mudanças de comportamentos, todas as escolas estão convocadas a delinear estratégias próprias com vista à promoção do conhecimento nos temas dos biorresíduos, reciclagem, compostagem e economia circular, em consonância com o trabalho que será desenvolvido nos próximos anos, quer pelo município, quer pelas entidades diretamente envolvidas, como são o Laboratório da Paisagem e a Vitrus.

É meta, deste Plano de Gestão de Biorresíduos, que em 2030 não haja biorresíduos depositados em aterro sanitário.

Neste sentido, todas as escolas de todos os ciclos de ensino do concelho estão convidadas a aderir à atividade âncora do PEGADAS – RRRCICLO, mas também a estruturar atividades e ações internas e partilhá-las com o PEGADAS, a fim de serem publicadas no portal e replicadas por outras escolas como mostra de boas práticas.

A par disso todas as escolas receberão, ao longo dos anos de implementação deste Plano de Gestão de Biorresíduos, formação e acompanhamento técnico pelo Laboratório da Paisagem e também a disponibilização de compostores no espaço escolar.